Disfunção sexualOrgasmo FemininoComo Chegar ao Orgasmo? - Débora Martins | Sexóloga

8 de abril de 2020by Débora Martins0

Como chegar ao orgasmo? Certamente muitas pessoas se perguntam a respeito dessa possibilidade, não  é mesmo? E, isso não está atrelado somente ao prazer em si, sabia?

Na verdade, é importante reforçar o sexo é algo positivo em nossas vidas e até mesmo saudável. Isso é algo incontestável desde sempre! E, nesse caso, o orgasmo nada mais é do que o ponto máximo do prazer sexual.

Ele ainda pode estar não somente associado a uma experiência física como também psicológica. Além disso, o orgasmo pode proporcionar uma ampla lista de reações em nosso corpo, sem contar, sensações únicas.

Mas, o que poucas pessoas realmente sabem, é que o orgasmo pode ser extremamente benéfico à saúde. Isso porque, uma vida sexual ativa pode ser favorável para amenizar uma série de problemas comuns.

Um dos mais evidentes é o estresse e a ansiedade, bem como contribuir para a prevenção de doenças cardíacas.

Por conta de tudo isso, entender como chegar ao orgasmo envolve uma série de conhecimentos e informações valiosas!

Antes de entender como chegar ao orgasmo, compreenda o que ele pode proporcionar!

Não se trata apenas de entender como chegar ao orgasmo, mas sim levar em conta os benefícios associados a ele!

Segundo um artigo publicado no The Journal of Sexual Medicine, no decorrer da relação sexual, algumas mudanças relevantes ocorrem em nosso corpo.

Isso pode ser associado ao aumento do fluxo de sangue e também frequência cardíaca.

Em ambos os casos há um aumento significativo, principalmente quando acontece o clímax do ato sexual, ou seja, o orgasmo.

A principal característica relacionada ao orgasmo se refere a uma contração, que é seguida de perto por um maior relaxamento.

Esse resultado permite contribuir para um alívio das tensões musculares e, também, relaxamento do corpo.

Além disso, o alívio das dores também é um cenário possível quando mantemos uma vida sexual ativa e qualitativa.

Sabe àqueles recorrentes sintomas de cólicas menstruais ou enxaqueca?  Pode ser que uma vida sexual ideal possa ajudar a lidar com esses quadros. Para tal constatação, há um estudo que aborda essa possibilidade.

Ele foi publicado no The Journal Of Sex Research, que visa à comprovação de que durante o orgasmo, nosso cérebro libera endorfina e oxitocina.

Essa liberação acontece em quantidades até cinco vezes maiores do que quando nos encontramos em situações naturais. Outro ponto importante é que tais substâncias são hormônios.

Aliás, esses hormônios assumem a responsabilidade de ajudar no controle dos sintomas de dor, agindo de maneira semelhante à morfina.

Porém, é importante receber essa informação com cautela, ok? Afinal, isso tudo não significa que será preciso ter relações sexuais sempre que tiver um sintoma de dor. Não é nada disso.

Entender como chegar ao orgasmo e manter uma vida sexual saudável pode ser uma maneira de afastar as dores da sua rotina!

O que está por trás do entendimento sobre como chegar ao orgasmo?

Realmente, muitas pessoas podem nutrir dúvidas sobre como chegar ao orgasmo. O grande ponto é que culturalmente somos acometidos por dilemas que até mesmo abafam nossas incertezas sobre o tema.

Isso pode até mesmo ter uma forte relação de como a sexualidade segue sendo um tabu em nossa sociedade. E, embora o assunto ainda não tenha o destaque merecido, muitas pessoas sequer tiveram um orgasmo no decorrer de suas vidas.

E, aí podemos refletir o que acarreta essa condição – afinal, se tantas pessoas têm dificuldades em como chegar ao orgasmo, porque ainda não debatemos isso de maneira mais amplificada e honesta?

Analisando friamente, esse  cenário realmente não faz nenhum sentido, não é mesmo? Portanto, não adianta apenas saber como chegar ao ápice do ato sexual, mas entender o que seu entendimento envolve.

Podemos afirmar, nesse caso, que o orgasmo tem uma enorme relação com diferentes aspectos da nossa vida. Ele envolve liberação, aceitação, permissão, autoconhecimento, entrega, relaxamento e até mesmo prática.

Baixe agora o Guia Completo do Orgasmo Feminino

Veja abaixo alguns pontos que ajudam a compreender melhor como chegar ao orgasmo:

  • Desejos, instintos e fantasias: a liberação desses 3 pontos é fundamental. É importante que o indivíduo se permita ao prazer da maneira que se sentir mais confortável. Isso pode ter relação com a maneira que a pessoa mexe o seu corpo, como coloca sua verdade em jogo e até mesmo fazer a emissão de sons!
  • Aceitação: aceitar quem você é e como você é pode ser um dos passos cruciais para aprender na prática como chegar ao orgasmo. Todos nós possuímos pequenas imperfeiçoes físicas e afastar julgamentos que firam essa posição é importante para a autoestima e bem-estar.
  • Autoconhecimento: sem autoconhecimento e entendimento do que lhe favorece sexualmente, não é possível compreender como chegar ao orgasmo. O respeito e a vazão de suas vontades, limites e desejos é algo extremamente relevante em uma vida sexual plena.
  • Praticar é preciso: acredite, até mesmo o orgasmo depende de treino, sabia? Somente com prática e quebra de eventuais tabus você poderá compreender e explorar melhor o seu corpo. Ou seja, é preciso dedicar esforços para descobrir a sua individualidade sexual e, isso pode ser feito até mesmo por meio da masturbação!
  • O relaxamento: se a ideia é abrir caminho para o prazer, então é preciso relaxar! Procure ao máximo reduzir qualquer exigência associada à sua performance sexual e demais preocupações.

No mais, toda a entrega poderá depender de todos esses itens. E, a soma de cada um deles resulta na entrega – e a entrega é o que permite o entendimento de como chegar ao orgasmo.

As mulheres são as mais impactadas pela ausência do orgasmo, sabia?

Muitos motivos podem resultar no fato de que uma enorme parcela de mulheres não conseguem atingir o clímax durante o sexo.

O que acontece, é que muitas mulheres não atingem o orgasmo! Muitas até mesmo admitem nunca sequer ter tido um orgasmo no decorrer de suas vidas.

Um dado relevante e que pode ser associado a isso é a ocorrência de alguma experiência negativa que faça parte do passado, além de críticas da sociedade e crenças limitantes que aprendemos ao longo da vida.

Se por acaso a mulher acabou vivenciando alguma situação mais traumática, que a deixe “travada” nas relações sexuais, isso deve ser ponderado. Pode ser, inclusive, indicado que tal experiência seja compartilhada com o parceiro.

O mais importante é que essa mulher busque apoio e também tenha a oportunidade de receber compreensão.

Porém, nem sempre é fácil abrir esse tema com alguém que está ao nosso lado! Mas, não buscar ajuda poderá impedir que você saiba como chegar ao orgasmo.

Uma alternativa é buscar a ajuda de um especialista, que permita enfrentar de maneira eficiente um possível trauma.

Em linhas gerais, é primordial que mulheres que enfrentem essa condição falem sobre o assunto. Somente assim será possível receber a melhor assistência profissional possível!

E, é justamente aí que uma terapia sexual poderá ser importante! Ela poderá ajudar esse processo de compressão de um possível trauma e construir, junto com a paciente, um caminho possível para uma vida sexual mais feliz.

Procurar ajuda profissional é quebrar o silêncio! E isso é vital!

O ser humano já avançou muitos passos no decorrer de sua existência. A tecnologia, a ciência e novas possibilidades, como ir até à Lua, já fazem parte da nossa realidade, não é mesmo?

Mas, ainda não somos capazes de adivinhar o que o outro pensa! E, isso quer dizer que uma pessoa que não saiba como chegar ao orgasmo deve compreender algo fundamental: a importância de quebrar o silêncio.

Um erro bastante comum e que é cometido por grande parte das pessoas é tentar interpretar o que o parceiro ou parceira está sentindo durante o ato sexual.

Nem sempre gestos, sons e outros comportamentos são suficientes para poder entender como a outra pessoa se sente ou o que ela espera e precisa.

E mais: muitas pessoas podem apresentar dificuldades em se dirigir ao parceiro ou parceira para pedir mudanças e ajustes pertinentes à prática sexual.

Ou seja, essa omissão pode ganhar proporções enormes com o decorrer do tempo e inibir o prazer e o bem-estar.

Não há como chegar ao orgasmo sem que haja uma troca, diálogo, compreensão e conhecimento!

Muitas mulheres, inclusive, afirmam durante uma consulta em terapia sexual alguns pontos relevantes sobre isso.

Há pacientes que dizem que quando estão quase chegando ao orgasmo, o parceiro simplesmente muda o ritmo ou até mesmo interrompe a penetração. Mas, elas nunca falaram sobre isso com eles!

Por isso, durante a terapia sexual, um dos focos do tratamento é estimular uma comunicação. E, isso não deve ser feito somente antes da relação, mas também durante e depois.

É importante entender que ninguém é capaz de adivinhar as nossas sensações físicas ou até mesmo o que precisamos para chegar ao orgasmo.

A importância da estimulação realmente eficaz

Para saber como chegar ao orgasmo, já ficou claro que é preciso se atentar a diversos pontos, certo?

Muitos especialistas em terapia sexual já puderam ter a oportunidade de observar uma substancial melhora na vida de casais que focam mais tempo na estimulação antes da penetração.

Em anos anteriores, era bem mais difundido que os papéis assumissem uma postura mais assimétrica. Ou seja, o homem poderia atingir o orgasmo mais rapidamente. Mas, nos dias atuais essa percepção ficou mais evoluída.

A grande questão não é entender basicamente como chegar ao orgasmo com mais ou menos tempo na fase preliminar. E, o que isso quer dizer? – quer dizer que a comunicação assumiu esse papel fundamental.

Um bom exemplo disso são casais de mulheres lésbicas, que priorizam muito mais o diálogo sexual. Porém, a situação pode mudar um pouco de figura em determinados relacionamentos heterossexuais.

Mas, por quê? A resposta pode ser associada à realidade de que nem todos os homens e mulheres tenham o hábito de masturbar bem o parceiro.

E, novamente, porque aqui não há o entendimento sobre as sensações internas que a outra pessoa está realmente sentindo.

Há ainda o indicativo de que muitas mulheres afirmam que o parceiro não sabe fazer o estímulo do clitóris – em muitos casos, eles podem até mesmo acabar machucando suas parceiras.

Por isso, durante o processo de estimulação, a masturbação pode ser fundamental para diversas mulheres.

E isso não se trata somente de uma prévia do ato sexual e como uma maneira de lubrificar a vagina e elevar o desejo.

Isso também pode ser aplicado depois. Por isso, não é sobre como chegar ao orgasmo, mas quais são os caminhos válidos e prazerosos para cada casal! – Cada casal pode criar sua própria fórmula!

E, como chegar ao orgasmo quando há ausência de desejo sexual?

A ausência de desejo sexual é um aspecto que pode afetar muitas pessoas, e isso pode acontecer em diferentes fases da vida.

Para as mulheres, isso pode acontecer com maior frequência durante a gravidez, depois do parto, em condições de estresse ou até mesmo durante a menopausa.

Há ainda os distúrbios hormonais, traumas psicológicos, uso de determinados medicamentos e outros motivos que podem afetar ambos os sexos. E, logicamente, isso afeta a vida sexual e limita sobre como chegar ao orgasmo.

Como esses são casos que dependem de uma análise mais minuciosa e, em alguns casos, clinica, é fundamental buscar ajuda profissional.

Ao buscar uma terapia sexual, por exemplo, será possível entender quais são os motivos associados em não saber como chegar ao orgasmo e até mesmo a total ausência de desejo sexual.

A terapia permite uma viagem mais consciente ao autoconhecimento – e também em como priorizar o conhecimento sobre a outra pessoa que está conosco. É um processo relevante, fundamental e gradual.

A terapia sexual é  uma aliada – sempre!

O autoconhecimento é fundamental para que você também tenha a capacidade de conhecer o outro, sabia?

Somente quando entendemos o que precisamos, como precisamos e quando precisamos somos capazes de nos colocar no lugar do outro!

Por isso, na terapia sexual, fica evidente que anular os próprios sentimentos e necessidades nunca é um bom caminho para priorizar o prazer do parceiro ou parceira.

O sexo é uma troca, e entender isso é primordial para uma vida sexual muito mais satisfatória. Somente assim você poderá entender como chegar ao orgasmo e ter um relacionamento mais feliz!

Avatar

by Débora Martins

Sou Débora Martins - Terapeuta Sexual com Formação em Sexologia Clínica e Practitioner em PNL., meu trabalho é desenvolvido com foco em tratamentos breves que visam transformação de relacionamentos assim como tratamentos de disfunções sexuais, usando diversas técnicas para melhorar a qualidade de vida sexual de homens e mulheres.

Deixei seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Débora Martins

Débora Martins atua como Terapeuta Sexual no tratamento das disfunções sexuais masculinas e femininas. Profissional com formação em Sexologia Clínica, Psicanálise, Master Hipnose Clínica, PNL (Programação Neuro Linguística). Tem à disposição dos pacientes atendimentos online e/ou presencial*.

Cadastre-se!

Contatos
+55 18 98818-0025
+55 43 99181-3711
Endereços
Av. W. Luiz, 1800. Jd. Paulista. P. Prudente - SP
Debora Martins

Débora Martins atua como Terapeuta Sexual no tratamento das disfunções sexuais masculinas e femininas. Profissional com formação em Sexologia Clínica, Psicanálise, Master Hipnose Clínica, PNL (Programação Neuro Linguística). Tem à disposição dos pacientes atendimentos online e/ou presencial*.

Cadastre-se!

Redes Sociais

Siga-me nas redes sociais e fique por dentro da agenda de cursos e palestras, assim como conteúdos exclusivos para a sua vida sexual.

Todos os direitos reservados a  Debora Martins.

Todos os direitos reservados a Debora Martins.