fbpx

Como superar uma traição?

Como superar uma traição? Talvez esse título tenha te chamado a atenção, seja por estar vivendo a experiência ou ter medo de ter que enfrentá-la em algum momento da vida.

Superar uma traição é um processo, por vezes, doloroso e que pode abalar o emocional de diferentes formas! Só quem já passou por isso entende exatamente o que eu estou querendo dizer, não é mesmo?

De maneira geral, podemos até mesmo afirmar que essa situação pode gerar traumas, sem contar um profundo estresse. Isso tanto  é verdade que é comum que muitas pessoas que passam por isso acabem se afastando de pessoas próximas e queiram praticar o isolamento.

Esse isolamento (que nesse caso especificamente não é bom, embora essa palavra esteja tão em alta por causa da pandemia) vem acompanhado de outros comportamentos negativos. Um deles é simplesmente pensar o tempo todo sobre o que aconteceu e sofrer toda vez que fizer isso.

Com essa persistência em pensar sobre a traição, outros sintomas podem assumir a liderança e tornar tudo ainda mais complicado. Ou seja, ansiedade, estresse, insônia, crises de choro, pensamentos negativos e até mesmo a perda de prazer por tudo.

Por isso, não é um exagero dizer que a traição é um acontecimento realmente marcante, que acaba contrariando expectativas e ainda causa um sentimento intenso de abandono e solidão.

Isso é tão comum que grande parte das pessoas traídas começam a duvidar de si mesmas e de outras pessoas. Ocorre também uma dificuldade de reconhecer quem pode e quem não pode ser confiável. Tudo isso ajuda a explicar o isolamento afetivo e a diminuição de um convívio social.

Como superar uma traição

Outro sintoma comum é o medo! E, ele ocorre de várias formas também, sendo o mais comum o receio em voltar a se relacionar e a certeza que é preciso estar o tempo todo se protegendo das pessoas – e, de novas traições.

Mas, como lidar com isso? Como virar o jogo e deixar o passado no lugar que ele merece? Vamos falar sobre isso de forma aberta?

Como superar uma traição: aceitando as diferenças

É muito importante lembrar aqui que todos nós somos diferentes, complexos e temos pensamentos divergentes sobre uma porção de coisas.

Com isso, eu quero dizer que saber como superar uma traição não depende de um manual universal. Aliás, cada pessoa pode reagir de uma maneira diferente quando passa por essa situação.

É importante saber que, sentimentos e até mesmo atitudes poderão mudar conforme as questões envolvidas. Para começar, é interessante refletir sobre o tempo que esse relacionamento existiu, se há filhos, se vocês possuam um negócio juntos e muita mais!

Leia sobre: Disfunção erétil em jovens

Quanto maior for esse envolvimento, maior também poderá ser a complexidade de lidar de frente com o impacto da relação. O que eu quero dizer é que as etapas possíveis para lidar com a infidelidade variam de um casal para outro – e, a trajetória aqui é realmente importante!

Por outro lado, para que a traição realmente vire uma página virada é preciso viver, de alguma maneira, os sintomas e dores envolvidos. Eles são formados por vários estágios e, ignorar isso, pode resultar apenas em uma coisa: mais sofrimento.

Os estágios da traição

Logicamente não devemos pensar em padrões, afinal, lembre-se que somos todos diferentes. Mas, é possível sim afirmar que existem estágios para superar uma traição e, muitas pessoas, poderão facilmente se reconhecer neles.

Surpresa

Não é uma novidade que grande parte das pessoas idealizam um relacionamento. Mesmo sabendo que a traição é algo comum, cada um de nós sempre acaba imaginando um “comigo vai ser diferente”.

pompoarismo feminino debora martins

Quando as coisas não saem conforme esse pensamento, a surpresa é inevitável e, esse momento é um dos mais dolorosos do processo. É algo parecido com uma paralisia ou um choque.

Negação

Depois do choque de realidade, a pessoa traída entra em um estágio de negação. Esse é um comportamento até mesmo bem comum quando nos deparamos com situações dolorosas e, negar, é parte dessa etapa. Isso pode durar alguns minutos ou até mesmo dias.

Culpa

Você poderá sentir culpa – mas, não se culpe por isso! Isso é bastante comum, porque depois da negação, durante o processo em superar uma traição, a pessoa tenta encontrar motivos que façam sentido para isso ter acontecido. Com isso, a culpa sobre ter feito algo diferente sempre aparece.

Leia mais sobre: Qual a diferença entre orgasmo e ejaculação feminina?

Agora, pessoalmente, eu vou dar um conselho aqui: não se culpe! Quem traiu, fez isso por suas decisões.

Nem todo mundo vive essa fase e, pode acontecer de pular para a próxima: a raiva!

Raiva

Aqui, o resultado é uma enorme confusão. Em alguns casos essas raiva pode ser direcionada para a outra pessoa ou até para si mesmo. Essa é uma etapa que eu considero muito importante e bastante dolorosa. A raiva é combustível para uma ação, movimento e permite que ocorram questionamentos e reflexões.

Mágoa

Encare a raiva como uma descarga elétrica. E, assim como essa descarga, ela  é passageira, dando lugar para outro sentimento: a mágoa. Os pensamentos ficam confusos entre toda a história boa do relacionamento e  o fato ruim. É uma fase de dor e angústia, mas que permite aprendizado. É um passo decisivo para conseguir superar uma traição.

Diálogo e perdão

A transição entre a mágoa e esse estágio pode refletir também um sentimento forte de vingança. Mas, naturalmente, a necessidade pelo diálogo é inquestionável porque haverá um forte anseio em tentar entender o que aconteceu ou ressignificar a relação (se o casal for tentar manter o relacionamento).

Já o perdão é mais complexo, até porque ele pode acontece ou não. E, muitas pessoas possuem dificuldade em perdoar – e, por vários motivos, desde orgulho, exclusividade sexual e outros. Mas, se a sua escolha for perdoar, é importante que isso seja feito para valer.

pompoarismo masculino debora martins

Eu sempre aconselho meus pacientes a perdoar uma traição, até porque perdoar, não significa necessariamente ficar juntos, aliás são coisas completamente diferentes.

A traição tem explicação?

Sempre que eu atendo um casal que passa por essa experiência, eu sempre me refiro a traição como que o resultado de algo que já não estava bem há anos, ou seja, geralmente o relacionamento tem algumas faltas grandes que são negligenciadas ao longo do tempo, e como resultado acontece a traição.

Leia sobre: Sexo na menopausa: 5 Dicas para manter o casal ativo

Em terapia sexual online ou presencial, por exemplo, é comum eu identificar as maiores faltas no relacionamento que nem sempre são identificadas pelo casal, por isso então que eu indico a Terapia de Casal para que os dois consigam enxergar a situação de maneira mais imparcial.

Em atendimentos voltado para a queixa traição, é apresentado a dinâmica real do casal e como ela pode ser ajustada para que o relacionamento se torne leve e saudável, além de prazeroso, é claro!

terapia de casal

Nessa abordagem em tratamento, saber como está a saúde sexual, afetiva e erótica no relacionamento é fundamental, pois esses três pilares são os que sustentam um relacionamento feliz.

Eu, como profissional em sexualidade atuo com um papel totalmente imparcial e intermediadora para que a relação siga com o mínimo de sequelas possíveis.

Aqui, nesse site, você encontra todas as informações sobre os serviços em Terapia Sexual e Terapia de Casal, além dos Tratamentos e Serviços disponibilizados.

A superação e a liberdade

Quando eu falo em superar uma traição é fácil assimilar esse processo a um processo de liberdade. Quando avaliamos todos os pontos e estágios desse processo, podemos até mesmo comparar com o luto.

Isso porque a traição é um abalo emocional, uma quebra de expectativas, sonhos e de um esforço em estar com o outro em toda a sua complexidade.

Além disso, superar uma traição não está limitado a retomar o relacionamento e tentar esquecer o que passou.  Chegar até aqui pode também resultar na ruptura do casal. O mais importante é lidar com os próprios sentimentos, dores, incertezas e desenvolver um recomeço!

Veja também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *