Pompoarismo - Saiba tudo sobre a ginástica íntima
3485
post-template-default,single,single-post,postid-3485,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-13.8,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive,elementor-default

Pompoarismo – Saiba tudo sobre a ginástica íntima

Pompoarismo – Saiba tudo sobre a ginástica íntima

O pompoarismo é uma ginástica íntima que conquistou muitas mulheres. Com certeza você já ouviu falar, mas que de repente não havia lido sobre o assunto ainda, por isso, aqui vou lhe explicar o que é, para que serve e quais os benefícios para a saúde da mulher.

 

O que é o pompoarismo?

O Pompoarismo é uma técnica milenar indiana que tem origem no tantrismo, são exercícios que passam de mãe para filha, e, as meninas aprendem desde os 8 anos de idade. Esses exercícios consistem na contração voluntária dos músculos pélvicos (pubococcígeos), conhecidos como MÚSCULOS PC.

O maior objetivo é fortalecer essa musculatura, com a finalidade de prolongar o prazer sexual do casal

Tal como acontece com os exercícios de Kegel, estes exercícios fortalecem os músculos do assoalho pélvico, prevenindo e combatendo a incontinência urinária ou fecal e também as hemorróidas. Esta técnica permite que seja possível massagear e pressionar o órgão sexual masculino com os músculos das vagina durante o contato íntimo, enquanto que no homem melhora a resistência e o desempenho sexual.

 

Se você procura ter e proporcionar mais prazer na cama, siga o passo a passo dessa técnica para que se torne uma mulher boa de cama.

 

Guia de pompoarismo

Guia de pompoarismo

 

Benefícios do pompoarismo

Alguns benefícios que o pompoarismo apresenta incluem:

 

  • Maior prazer sexual, as contrações feitas nos exercícios, aumentam a estimulação sexual;
  • Melhoria dos resultados sexuais, tanto nos homens como nas mulheres pois a técnica fortalece os músculos do assoalho pélvico;
  • No homem, aumenta a pressão sanguínea dentro do pênis, potencializando a ereção;
  • Autoconhecimento: ideal para as mulheres que nunca conseguiram chegar ao orgasmo, o passo a passo da ginástica íntima proporciona uma melhor percepção da musculatura;
  • Aumento da excitação sexual, os movimentos que tem o poder de estimular o clitóris, promove além o autoconhecimento, maior sensação erótica, assim, aumentando a excitação.
  • Aumento da lubrificação vaginal, com um fluxo sanguíneo maior na região, o exercício contribui para uma melhora na lubrificação, principalmente em mulheres que já entraram na menopausa.
  • A prática contribui para regular o intestino e os ciclos menstruais.
  • Rápido restabelecimento do tônus vaginal, após o parto, entre muitos outros benefícios para a saúde como um todo.
  • Na mulher, auxilia no tratamento e prevenção da incontinência urinária, melhora a função sexual e ajuda no tratamento e prevenção da continência fecal.
Vulva

Vulva

 

Preocupações e cuidados

  • Tem contra indicação? A ginástica íntima, que chamamos de Pompoarismo, por ser natural, pode ser praticado por mulheres de todas as idades. Nas próximas páginas, vou responder as principais dúvidas das mulheres quanto à prática dos exercícios.
  • Médicos indicam o pompoarismo?  Sim! Muitos recomendam a prática para preparar o canal para partos mais fáceis, auxiliar na recuperação pós-parto, enfraquecimento muscular e vaginismo (incapacidade de relaxar que causa dores na hora da penetração). Durante a menopausa, também e indicado para combater o ressecamento vaginal.
  • Gravidas podem praticar? Grávidas nos três primeiros meses não é indicado praticar o Pompoarismo, já que pode provocar perigosas contrações uterinas. Mesmo depois dessa fase, é importante conversar com o obstetra. Quem sofre de endometriose, inflamações pélvicas, infecções sexualmente transmissíveis ou urinárias devem resolver o problema antes de começar a técnica.

 

Exercícios do pompoarismo

anéis vaginais

Anéis vaginais

 

  • Chupitar – Para quem olha os bebês, conseguem ver os movimentos que eles fazem para segurar a chupeta. É exatamente essa a lógica desses movimentos do pompoarismo. Contrair a musculatura para provocar um efeito de sucção no pênis do parceiro.
  • Ordenhar – A ideia é usar os três anéis vaginais nesses movimentos do pompoarismo. Contraindo um a um, em sequência, você vai causar um efeito de compressão no parceiro, que é extremamente estimulante, e funciona como uma verdadeira massagem, da base até a cabeça do pênis.
  • Sugar – A ideia desse movimento é, literalmente, sugar a cabeça do pênis para dentro do canal vaginal, usando apenas a força da musculatura.
  • Travar – Esse é um dos movimentos mais interessantes do Pompoarismo, pois ele impede que o parceiro tire o pênis da vagina, mesmo que ele queira, a mulher tem o poder de impedir.
  • É um movimento muito excitante na hora do sexo.
  • Expulsar – A ideia, aqui, é a contrária da anterior. Esse movimento não permite a estrada do pênis por completo na vagina. Aqui, o homem conseguir penetrar somente a grande. É basicamente a famosa frase: “Quem manda são elas”.
  • Estrangular – Esse movimento exerce uma pressão no pênis do parceiro, da glande à base, a fim de impedir a ejaculação. Ideal para as mulheres que tem parceiros que sofrem de ejaculação precoce.

 

Qual o tempo para aprender os movimentos?

No primeiro dia de treino por mais que seja algo novo, as mulheres já conseguem ter uma melhor percepção quanto a sua musculatura, inclusive sendo capaz de movimentar áreas diferentes da sua vagina, ou subir e descer os instrumentos do pompoarismo.

Além disso, logo na primeira semana a lubrificação melhora muito, tanto para as mulheres que não tinham, quanto para as que lubrificavam demais, essa normalização acontece, pois os os constantes movimentos e treinamentos dessa região começam a colocar as glândulas responsáveis pela secreção para trabalhar, normalizando sua condução neural e ensinando-as a trabalharem novamente. Essas mesmas mulheres também já percebem, de imediato, um aumento na libido e passam a procurar mais o parceiro, ou, no caso de não terem um par, sentem melhora em seus impulsos por autocuidado e amor-próprio.

Na primeira quinzena do tratamento a vagina começa com um atrito maior, o prazer aumenta para o parceiro, já que a vagina começa a ficar mais “apertada”.

Em algum momento, que varia de mulher para mulher, passam a ter orgasmo.

Muitas mulheres que não conseguiam alcançar o orgasmo, acabam atingindo o clímax. E, as que já conseguiam, relatam uma melhora muito significativa.

orgasmo feminino

Orgasmos femininos

 

  • Clitoriano – O clitóris tem mais de 8.000 terminações nervosas. Isso é duas vezes mais do que qualquer pênis! A ativação dessas terminações nervosas cria uma sensação de eletricidade indescritível. É daqueles tipos de orgasmos que viajam por todo o corpo.
  • Vaginal – Assim como é um dos mais conhecidos, é também um dos orgasmos mais difíceis de alcançar. Pois, às vezes, a simples penetração não causa estímulo no famoso ponto GPara conseguir este orgasmo é preciso muito empenho e concentração. Apesar de sua complexidade, recomendo não deixá-lo de lado já que pode ser extremamente satisfatório.
  • Orgasmo combinado – Dentre os tipos de orgasmos, esse nada mais é do que uma mistura entre os dois orgasmos, clitoriano e vaginal. Nesse momento, você está recebendo o melhor dos dois mundos. Para chegar lá, você precisa preparar seu corpo. Mais uma vez, é importante dar valor às preliminares através de beijos, toques e carícias.
  • Ponto G – O ponto G é uma pequena parte da vagina que fica acima do osso púbico, essa parte fica oculta e só aparece após a mulher receber estímulos no corpo inteiro e estar previamente excitada. Para alcançar o orgasmo no ponto G é preciso que o local seja bem estimulado.
  • Ponto U – A uretra (local por onde sai a urina) fica entre o clitóris e a entrada da vagina, por ser uma área supersensível gera muito prazer na hora do sexo. Este é o orgasmo conseguido através do estímulo da uretra.
  • Orgasmo mamário – Os seios é uma das partes do corpo feminino mais sensíveis ao toque, sendo muito importantes para aumentar a excitação da mulher. O orgasmo mamário é causado pela estimulação dos seios.

 

Melhores acessórios para a prática

curso de pompoarismo

curso de pompoarismo

 

Eu fiz uma lista dos principais acessórios para o exercício do Pompoarismo. Escolha qual melhor te agrada a ginastica íntima, mas saiba que você também pode praticar os exercícios sem os acessórios.

  • Ben-Wa são as famosas bolinhas. É formado por duas esferas, com aproximadamente 05 cm de diâmetro cada, ligadas por um cordão flexível de silicone. Elas devem ser sugadas e expelidas da vagina.
  • Cones – Os cones se parecem com nossos absorventes internos. São vendidos em conjuntos de 05 unidades. Cada cor corresponde a pesos que variam de 20 até 70 gramas.
  • Vibrador – ele pode ser o seu melhor amigo, e, além dos momentos de prazer, durante a masturbação ou até mesmo na cama, com o seu parceiro, o vibrador ainda pode lhe ajudar a desenvolver as técnicas do pompoarismo com acessórios.
  • Bolinhas tailandesas  com cinco bolinhas, enfatiza a coordenação para os exercícios.
curso de pompoarismo

curso de pompoarismo

 

Exercícios sem acessórios

Exercícios básicos

Para dar início as aulas e exercícios do curso, você precisa saber identificar os seus anéis vaginais, pois são eles que serão trabalhados durante a prática do pompoarismo.

Então, entender como os anéis funcionam e onde estão localizados é essencial para que a prática dê certo e você consiga ter o domínio da sua vagina e a sensação de que o pênis será massageado.

Como o sexo não é algo estático, aprender a identificar e movimentar os anéis vaginais é muito importante, principalmente, aprender a movimentá-los junto com o movimento do quadril. Assim, aumentando o prazer durante o ato sexual.

Abaixo, há uma figura que representa a parte interna da vagina. Nela, você conseguirá identificar os três anéis vaginais.

Através da imagem, é possível perceber que o primeiro anel fica bem próxima a entrada da vagina e o períneo.          Quando você aprende a movimentá-lo, você vai conseguir abrir e fechá-los.

O segundo anel vaginal está localizado na metade do canal vaginal e próximo ao clitóris. E no momento em que você mexe esse anel, o clitóris também é movimentado, mas de uma maneira bem sutil.

Já o terceiro e último anel vaginal fica bem próximo do colo do útero.

 

Identificando e exercitando o primeiro anel vaginal

Antes de começar a exercitar o primeiro anel vaginal, você precisa identificá-lo. Para isso, é necessário que você fique nua e bem à vontade, sem qualquer roupa que possa atrapalhar, e depois pegue uma cadeira confortável e onde caiba todo o seu bumbum.

À seguir, sente na ponta da cadeira com as pernas levemente separadas e sobre a sua mão, dessa forma será possível sentir o nitidamente o seu períneo. Assim que senti-lo, incline o corpo para frente, a fim de entrar mais em contato com essa região.

Concentre-se totalmente no períneo e com os dedos, você fará o seguinte:

  • Tente fechar o períneo e segure, junto com a sua respiração;
  • Conte 5 segundos e solte, tanto os dedos quanto a respiração;
  • Repita os movimentos devagar por, pelo menos, dez vezes e pare;
  • Dê um descanso de uns minutinhos e recomece;
  • Aumente um pouco a velocidade dos movimentos e refaça a série por mais dez vezes.
  • Feche o períneo, segure junto com a respiração, conte 5 segundos e solte tudo.

Aos poucos, refazendo o exercício, você vai perceber que o movimento de abrir e fechar ficará cada vez mais fácil de fazer.

Fechando e abrindo o períneo nessa posição – sente sobre a mão na ponta da cadeira e inclinada – você perceberá que o seu bumbum também vai contrair e soltar, o que é ótimo, pois isso indica que você conseguiu atingir o objetivo de reconhecer o anel número um da prática do pompoarismo.

 

Identificando e exercitando o segundo anel vaginal

O segundo anel fica – mais ou menos – no meio do canal vaginal e é muito importante, além de muito gostoso de aprender a identificar e reconhecer, pois você precisa fazer um movimento que se assemelha muito ao movimento de segurar a urina, como se estivesse sugando o pênis.

Assim como no exercício do primeiro anel, é necessário que esteja nua e confortável, sem qualquer roupa que possa apertar ou atrapalhar. Além disso, o mais indicado é que faça xixi e esvazie a bexiga antes de começar o exercício, pois deixá-la cheia pode causar algum incômodo durante a prática.

Então, assim que ficar bem à vontade, você iniciará o exercício da seguinte maneira:

  • Nua, fique de pé e com as pernas levemente afastadas;
  • Comece a fazer o movimento de fechar o segundo anel, como se estivesse segurando a urina;
  • Feche, segure por 5 segundos e solte;
  • Repita os movimentos mais algumas vezes, sempre segurando e contando os 5 segundos para depois soltar;
  • Conforme o exercício vai seguindo, comece a aumentar a velocidade de fechar e abrir o segundo anel.

Uma outra forma de identificar o segundo anel é com o auxílio de uma cadeira.

Sente na ponta da cadeira, com as pernas levemente afastadas e se incline até colocar as mãos no chão. Ao fazer este movimento, você poderá perceber que toca o seu clitóris na cadeira. Quando fizer o movimento de fechar o segundo anel, o seu clitóris se movimentará mais, e este é o principal objetivo.

Então, como no exercício anterior, repita o movimento de fechar (segurar a urina), contar 5 segundos e soltar.

 

Com uma velocidade um pouco mais rápida, faça esse movimento em torno de 3 minutos e pare.

Dê uma pausa de 2 minutos, relaxe e volte ao mesmo movimento: encoste o clitóris na cadeira, feche o segundo anel, segure por 5 segundos e solte.

Sempre aumentando a velocidade e por 3 minutos.

Se você tiver a sensação de que seu clitóris está se movendo enquanto faz o exercício, isso significa que está no caminho certo.

 

curso de pompoarismo

Curso de pompoarismo

 

Identificando e exercitando o terceiro anel vaginal

Para reconhecer e exercitar o terceiro e último, o mais próximo do colo do útero, é preciso que você esteja deitada, preferencialmente na cama por ser mais confortável.

Esteja à vontade, sem roupa e relaxada, numa posição em que seu corpo fique esticado.

O exercício para identificar o terceiro anel é um exercício de respiração.

Você fará o seguinte:

  • Respire fundo e encha sua barriga de ar;
  • Estique até onde pode, ficando com um “barrigão” e segure por 5 segundos;
  • Solte todo o ar, como se o músculo da barriga fosse colar em suas costas;
  • Ao fazer isso, será possível perceber o terceiro anel, um ponto mais duro dentro de você;
  • Relaxe por uns segundos, inspire normalmente, e repita a respiração;
  • Encha a barriga de ar, segure 5 segundos e solte como se o músculo fosse colar outra vez em suas costas.

 

É importante que você fique bem concentrada para conseguir perceber com mais facilidade o terceiro anel.

Depois de repetir o exercício algumas vezes, volte a sua respiração normal e tente mexer o terceiro anel, levando e trazendo essa musculatura, por 10 vezes.

 

Exercícios com acessórios

curso de pompoarismo

curso de pompoarismo

 

Bem Wa

O Bem Wa é um conjunto de duas bolinhas orientais presas por um cordão.

As bolinhas orientais (Ben Wa) são encontradas em lojas especializadas em produtos eróticos, são conhecidas também como bolinhas tailandesas.

Elas tem um peso em seu interior e medem aproximadamente 3,5 cm de largura. Podem ser apresentadas em vários materiais como por exemplo em silicone que é um ótimo material.

  • Faça a assepsia das bolinhas com sabonete íntimo antes e depois de seu uso.
  • Passe um lubrificante à base de água na vagina e no acessório.
  • Utilizando o conjunto de bolinhas orientais inspire pelo nariz e introduza a primeira bolinha na vagina.
  • Movimente alternadamente os anéis musculares de fora para dentro, forçando a entrada da segunda bolinha.
  • Relaxe expirando pela boca. Em seguida expire pelo nariz e faça o movimento contrário para expulsar cada bolinha e relaxe expirando
curso de pompoarismo

Curso de pompoarismo

 

Cones

  • Livre de roupas e outros incômodos, fique em uma posição confortável – deitada ou reclinada – e lubrifique bastante ao redor da vagina e, se possível, um pouco dentro para facilitar a introdução do pesinho.
  • Pegue o pesinho mais leve, de 20g, e introduza na sua vagina, deixando apenas o fio para fora.
  • Depois de colocado, levante e ande pela casa por alguns minutos ou faça normalmente suas atividades com ele dentro da vagina.
  • Não tenha medo de que o pesinho caia, pois ele só sairá caso você queira expulsá-lo.

Esse exercício de andar com o pesinho dentro da vagina lhe ajudará à ter consciência do seu canal vaginal. Você irá descobrir como prender, soltar um pouco e, principalmente, melhorar a força da sua musculatura.

Depois de alguns minutos andando, sente-se e ainda com o pesinho dentro da sua vagina, relembre os exercícios de reconhecer os três anéis vaginais:

  • vagina abrindo e fechando;
  • clitóris movendo sutilmente e
  • Øisgada no pé da barriga.

 

Ao longo desse exercício com os cones vaginais, vá variando o peso. De 20g, vá para o próximo, de 32g. E assim por diante, até fazer com todos eles. Sempre a mesma sequência: introduza, ande alguns minutos e faça o reconhecimento dos três anéis.

 

Vibrador

Ao contrário dos pesinhos e as bolinhas tailandesas que têm tamanho único, o vibrador possui mais opções.

Porém, não é necessário que compre um que seja muito grande ou grosso, o mais importante para que você consiga fazer o exercício e ele dê certo é a função vibratória do acessório, pois é esta vibração que ajudará a despertar sua vagina.

Da mesma maneira como os demais exercícios, esteja livre de incômodos, fique em uma posição confortável e lubrifique bem ao redor e dentro da sua vagina.

Então, você seguirá os seguintes passos:

  • Pegue o seu vibrador e ligue na velocidade número 1;
  • Encoste a ponta do vibrador sobre o primeiro anel vaginal, perto do períneo;
  • Segure o vibrador ligado e pressionando no primeiro anel por uns 3 minutos, sempre concentrando-se nas vibrações;
  • Depois, retire e desligue o acessório.

Assim que afastar o vibrador, você começará a sentir sua vagina pulsar, como se quisesse imitar a mesma vibração do acessório.

Você terá essa sensação por alguns instantes, e logo que parar de senti-la contrair, repita os movimentos.

Para exercitar o segundo anel vaginal, o processo é o mesmo:

  • Ligue o vibrador na velocidade número 1;
  • Introduza na sua vagina, até – mais ou menos – a metade do canal vaginal, tocando o segundo anel;
  • Segure por 3 minutos e desligue.
curso de pompoarismo

curso de pompoarismo

 

Bolinhas tailandesas (ou colar tailandês)

Assim como o exercício anterior, esteja livre de incômodos, fique em uma posição confortável e lubrifique bem ao redor e dentro da sua vagina.

  • Introduza a primeira bolinha e tente fazer o movimento de sugar e expelir.
  • Por alguns minutos, repita esses movimentos. Sugando e expelindo, como se as bolinhas estivesse deslizando dentro da sua vagina.
  • Com a bolinha ainda dentro, tente usar os três anéis vaginais. Feche o primeiro anel e segure. Depois feche o segundo anel e segure. Por último, feche o terceiro anel e segure.
  • Faça isso com todos os anéis e logo em seguida, tente expulsar a bolinha.
  • Repita os movimentos por alguns minutos e logo introduza a segunda bolinha, deixando apenas o fio para fora.
  • A sequência também é a mesma: feche o primeiro anel e segure. Feche o segundo anel e segure. Feche o terceiro anel e segure.
  • E logo em seguida, tente expulsar as bolinhas.
  • O objetivo é fazer com que as bolinhas deslizem com mais facilidade dentro da sua vagina, assim dando maior movimento a ela.

Nesse artigo, eu fiz um passo a passo super completo do pompoarismo. Se você quiser ter esse conteúdo para treinar, basta clicar aqui, e baixar o Guia Completo para Pompoarismo.

 

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

3 Comments

Post A Comment