Aguarde um instante....

 

SexoComo Aumentar o Desejo Sexual - Débora Martins Sexóloga

5 de fevereiro de 2018by Débora Martins0

Como Aumentar o Desejo Sexual é uma das pesquisas mais comuns quando se fala em qualidade nos casamentos

Provavelmente você já pesquisou sobre a falta de desejo sexual, e por isso chegou até nesse post. Então, pensando nas milhares (isso mesmo, milhares) de mulheres que nos procuram se queixando da falta de desejo sexual.

Mas calma, ainda que a falta de desejo sexual seja normal, é possível reverter a situação, apenas identificando de onde vem o problema.

Dos diversos fatores que podem ocasionar a perda ou diminuição da libido, o mais comum é o desequilíbrio hormonal. Entretanto, é preciso avaliar com cuidado outras possíveis causas orgânicas ou decorrentes do uso de algum medicamento, que, como efeito colateral, pode provocar a diminuição do desejo sexual.

Crises no relacionamento.

Crises no relacionamento de longa data ou até mesmo problemas com o próprio corpo podem fazer com que isso aconteça, podendo se caracterizar por dois quadros distintos: o desejo sexual hipoativo e a aversão sexual. O primeiro trata da diminuição ou ausência de fantasias sexuais e do desejo de ter atividade sexual. Já o segundo é a esquiva ativa do contato sexual genital com o parceiro, quando a tentativa deste contato causa ansiedade, sofrimento, medo e até mesmo nojo, considerada uma situação de perigo.

Depressão

A Depressão é uma grande inimiga da libido. Segundo Projeto de Estudos em Sexualidade do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo (ProSex), 40% das mulheres que queixam de falta de libido foram diagnosticadas com depressão. Grave, a doença é caracterizada por tristeza, desânimo, fadiga, falta de motivação e perspectiva. Como se não fossem suficientes para diminuir o desejo sexual de qualquer um, a depressão está relacionada com uma diminuição dos níveis de dopamina no cérebro, um hormônio importante para a libido.

As causas psicológicas mais profundas são: 

  • Situação traumática de abuso sexual
  • Mensagens anti-sexuais durante a infância
  • Comportamento sedutor por parte dos pais
  • Culpas
  • Raiva entre o casal

Pratique o Pompoarismo

Um exercício íntimo milenar, onde a mulher aprende técnicas que a farão ter maior controle sobre o canal vaginal. A prática desse exercício aumenta a libido da mulher, ela sente mais prazer, inclusive há relatos de mulheres que nunca tiveram orgasmos, e que com a prática do pompoarismo, elas puderam experimentar esse êxtase. Conheça o Pompoarismo e transforme sua vida sexual.

Conheça seu corpo

Muitas mulheres não conhecem seu corpo, onde sente mais prazer e como precisam ser tocadas. Isso devido ao tabu que durante muito tempo era ensinado para as mulheres que elas não poderiam se masturbar. A localização do ponto G e do clitóris são muito importante para saber onde estimular para chegar ao orgasmo. Essa experiência de se tocar no banho ou em sua cama, e ter um momento a sós com seu corpo, lhe fará ter uma percepção maior das suas respostas sensitivas, que são muito importante da hora do sexo.

Transtornos sexuais

É claro que para todo problema existe uma causa, porém o mais importante é saber se essa causa é emocional ou físico.

Existem alguns transtornos sexuais que atrapalham na hora da relação sexual, como a dor durante o sexo, é o que chamamos de vaginismo, ele é uma disfunção feminina caracterizada pela contração vaginal involuntária, que causa desconforto, ardência, dor, problemas com a penetração ou total incapacidade de ter relações sexuais.

Mulheres que sofreram de abusos geralmente enfrenta esse problema, nesse caso, é preciso acompanhamento com terapeuta para que ela recupere a auto estima e consiga ter uma vida saudável, aproveitando os prazeres com seu parceiro.

Existe cura para os transtornos do desejo sexual?

Por mais que seja difícil falar sobre o assunto para algumas pessoas, é recomendável procurar  ajuda especializada em sexualidade humana para fazer uma avaliação. Em primeiro lugar, será necessário examinar se seu problema não é orgânico.

Depois, uma revisão será feita para ver se existe alguma medicação que possa ser usada para aliviar os sintomas, visto que, em alguns casos de aversão, por exemplo, certas medicações podem ajudar muito.

Geralmente, alguma forma de acompanhamento de profissional é indicada. Pode ser:

    • Cognitivo comportamental
    • Terapia sexual

A terapia pode ser tanto individual quanto de casal.

[ratings]

by Débora Martins

Sou Débora Martins - Psicanalista, Terapeuta Sexual, Hipnoterapeuta., meu trabalho é desenvolvido com foco em tratamentos breves que visam transformação de relacionamentos assim como tratamentos de disfunções sexuais, usando de técnicas do Pompoarismo, Hipnoterapia e Tratamentos da Ansiedade.

Deixei seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Débora Martins

Sexóloga clínica, psicanalista e Hipnoterapeuta, meu foco é proporcionar o melhor tratamento em terapia sexual e proporcionar uma vida mais prazerosa para meus pacientes. Fique à vontade em meu site!

Cadastre-se!

Redes sociais

Siga-me nas redes sociais e fique por dentro da agenda de cursos e palestras, assim como conteúdos exclusivos para a sua vida sexual.

Debora Martins

Sexóloga clínica, psicanalista e Hipnoterapeuta, meu foco é proporcionar o melhor tratamento em terapia sexual e proporcionar uma vida mais prazerosa para meus pacientes. Fique à vontade em meu site!

Cadastre-se!

Redes Sociais

Siga-me nas redes sociais e fique por dentro da agenda de cursos e palestras, assim como conteúdos exclusivos para a sua vida sexual.

Todos os direitos reservados a  Debora Martins.

Todos os direitos reservados a Debora Martins.